27 fevereiro 2005

Pelo que vejo a depressão e a não aceitação da doença é um dos fatores que mais atrapalham no tratamento.
Meu pai, mesmo, hoje está todo "aéreo", querendo ir embora para "a casa dele"... tá uma situação muito ruim mesmo. E o pior é que só conseguimos marcar o médico para daqui a oito dias.
Segundo o Dr. Mario, existem remédios para estas confusões mentais. Espero que desta vez ele possa medicá-lo... pois se a cabeça do paciente está boa, fica mais fácil fazer com que ele siga o tratamento, e até queira fazer algum exercício...

Mas, sem perder as esperanças, vamos levando como dá para levar.

Beijos a todos.

Nenhum comentário: