26 janeiro 2006

Boa noite, pessoal.
Estava lendo o relato de Gisele e lembrei de como foi difícil quando meu pai começou a apresentar os piores sintomas.
Há alguns meses, eles esteve apresentando muita confusão, alucinação e estava realmente depressivo e agressivo. Provavelmente por não aceitar a sua condição. Quem aceitaria?
Depois de muito penar, o neurologista passou um remédio para melhorar o problema com confusão mental: Nucleo cmp, que ele toma duas vezes no dia - no café da manhã e no jantar. Sentimos que ele está bem melhor mentalmente. Já dá para conversar com ele por mais tempo, e entender o que ele quer dizer. Somente à noite ele acorda ainda confuso e sem saber onde está.
Esta semana meu pai caiu no banheiro - provalmente sentiu alguma tontura - , está com bastante dificuldades para andar, apesar de nao ter tido nenhuma fratura.
Amanhã também vai começar a fisioterapia (aleluia, finalmente!!!), está um pouco mais animado com isto, e esperançoso de que possa apresentar melhoras físicas.
Um beijo a todos, depois conto o resto.
Reni
DEPOIMENTO DE GISELE QUE TEM A MÃE PcP

MINHA CHAMA-SE HERMELINDA, TEM 72 ANOS HÁ CINCO DESCOBRIU QUE TINHA PARKINSON,MORA EM RIBEIRAO PRETO-SP, EU MORO EM JABOTICABAL-SP, NAO TEMOS GURPO DE APOIO EM RIBEIRAO PRETO-SP(UMA PENA), O NEUROLOGISTA É UM MÉDICO BOM BEM CONCEITUADO, MAS QUE COMO ME DISSE HÁ UM MES ATRÁS, JÁ QUIS DESISTIR DE ATENDER MINHA MÃE, POIS NÃO CONSEGUE FAZER COM QUE ELA MELHORE.

MAIS OU MENOS A HISTORIA É ESSA:

DESDE QUE MINHA DESCOBRIU A DOENÇA, NAO ACEITA, O MEDICO FOI TROCANDO MEDICAMENTOS, POIS ELA PASSAVA MUITO MAL DO ESTOMAGO, HOJE ELA TOMA O ARTANE EM DOSE MENOR, MAS PASSA MAL TODOS OS DIAS DE DOR NO ESTOMAGO, INCHAÇO, ENJÔO, FORA QUE NAO TEM FORÇA PARA NADA, FAZ DUAS VEZES POR SEMANA DE HIDROTERAPIA, MAS NAO VEJO MELHORA, NAO TEM FORÇA MAIS NEM PARA ANDAR. MAS TUDO PIOROU MUITO EM MAIO DE 2003, QUANDO MEU PAI TEVE UM INFARTO , SEGUIDO DE UM AVC, QUE DEIXOU UMA SEQUELA DE CONFUSAO MENTAL, HOJE ATÉ AVALIAMOS QUE ELE COM TUDO QUE PASSOU ENCONTRA-SE MELHOR AINDA QUE ELA.DAI EM DIANTE ELA ESTA COM DEPRESSAO, TEVE QUE TIRAR UM PEDAÇO DO SEIO (DEVIDO A UM CÂNCER), MAS SEGUNDO O MÉDICO SÉ ENCONTRAVA-SE ALI NAQUELE LOCAL.DAÍ EM DIANTE REALMENTE SE ENTREGOU TOMA ANTI-DEPRESSIVO.

EM MAIO/2005 LEVAMOS NO PSIQUIATRA QUE JA HÁVIA ANOS ATRÁS CUIDADO DELA, E ELE TIROU O REMEDIO DO PARKINSON PARA TRATAR DA DEPRESSAO, FORAM TRES DIAS TERRÍVEIS POIS LITERALMENTE ELA "TRAVOU" NAO DORMIA, POIS ALEGAVA QUE O CORPO TREMIA, TINHA UMA AFLIÇÃO ENORME, NÃO CONSEGUIA NEM VIRAR NA CAMA, TÍNHAMOS QUE CARREGA-LÁ TODA HORA ELA SÓ CHORAVA, FOI TERRÍVEL ATÉ QUE LIGAMOS PARA O NEUROLOGISTA QUE DISSE QUE TUDO ERA DEVIDO A FALTA DA MEDICACAO DO PARKINSON, NAO ACEITOU O QUE O PSIQUIATRA FEZ, DAÍ VOLTOU A MEDICAÇÃO DO PARKINSON ELA MELHOROU DO QUE ESTAVA, MAS OS PROBLEMAS ANTIGOS ESTOMAGO E DE PRESSAO TAMBÉM. ATUALMENTE ELA ESTA MUITO CONFUSA, POIS ELE AUMENTOU O REMEDIO, UMA VEZ QUE ELA NAO ESTAVA CONSEGUINDO ANDAR DIREITO E ATÉ CAIU. DIA 03/02/06 IREMOS EM OUTRO MEDICO OUVIR UMA NOVA OPINIAO.

ASSIM, DALVA ESTAMOS NUMA BUSCA PARA QUE ELA POSSA MELHORAR TER UMA CONDIÇAO DE VIDA MELHOR, MAS ESTAMOS NA ESTACA ZERO.SE HOUVESSE ALGUM GRUPO DE APOIO, JA AJUDARIA, ELA VAI COMECAR UMA TERAPIA COM PSICOLÓGO.

DALVA, OBRIGADA NOVAMENTE PELA ATENÇÃO, PODE SIM COLOCAR O MEU RELATO NA INTERNET, ACHO QUE PRECISAMOS TROCAR INFORMAÇÕES, MEIOS ALTERNATIVOS E TUDO O QUE PUDERMOS FAZER PARA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DAS PESSOAS QUE ENCONTRAM-SE COM A DOENÇA DE PARKINSON.

OBRIGADA NOVAMENTE. GISELE