30 março 2009


Ajuda Parkinson‏

De: Carla Resende (camareira@uol.com.br)
Enviada: domingo, 29 de março de 2009 18:59:31
Para: "Undisclosed-Recipient:;"@smtp.uol.com.br

Amigos,



Minha mãe tem 76 anos, perto de um ano ela foi diagnosticada com mal de Parkinson secundário.

Desde então ela está tomando PROLOPA 200/50 mg, meio comprimido, 4 vezes ao dia, e ao deitar ela toma PROLOPA HBS, 125 mg, 1 cápsula. Toma também SERTRALINA, 50 mg, 1 comprimido ao dia. E várias medicações, para diabetes (leve), colesterol, hipertensão, medicações para os ossos.

Ela tem quase nada de tremores, imperceptível mesmo. Mas tem enrijecimento muscular, principalmente ao dormir.

O grande problema que me fez levá-la ao médico foram os problemas de memória dela e não por outro fator.

Ocorre que com essa medicação está fazendo não sei que efeito.

Sinto minha mãe mais esquecida do que nunca, mentalmente muito confusa, inventando histórias (leves por enquanto), parece que ela está passando pela vida sem ver o que de real acontece, alienada.

Conversei com o neurologista dela (não especialista em Parkinson), esta semana e ele me disse que ela está esclerosada e todos esses sintomas são normais do envelhecimento. Não me ajudou em nada e saí do consultório desalentada.

Será que o tipo de Parkinson dela não é: DEMÊNCIA DE CORPOS DE LEWY?

Outro problema que ela apresenta há meses é do estomago, queimação e mais precisamente uma dor do lado direito, abaixo das costelas.

O gastroentologista fez endoscopia e não achou nada e eu li que a medicação de Parkinson pode afetar a vesícula e criar problemas hepáticos. O médico quer fazer uma colonoscopia com anestesista para ver os intestinos. Tenho dó de ela fazer o exame, por que é muito invasivo.

Enfim, voltando ao neurologista, fui nele por que não tenho sentido melhora na minha mãe, aliás, a cabeça dela piora dia a dia assustadoramente. O neurologista pediu uma ressonância magnética e que não me acrescentou em nada no diagnóstico. Ele diz que o quadro não tem o que fazer, que é degenerativo e progressivo, e tem de tomar o PROLOPA para o resto da vida e ponto final.

O que devo fazer?

Alguém conhece algum neurologista em Sorocaba ou São Paulo, que conveniados com a Unimed, especializados em Parkinson? Ou se tem uma possibilidade de entrar em algum hospital, em grupo de tratamento de Parkinson.

Ou em último caso no particular mesmo.

Outra coisa: É verdade que o Parkinsoniano se dá muito bem com a vitamina B12 e é necessária a retirada da carne vermelha da alimentação? Isto inclui qualquer tipo de proteína animal ou vegetal?

Estou sozinha nesta luta, meu irmão caçula não se interessa e o mais velho mora em Manaus. Meu pai é omisso e também está com severo problema de coração.

Preciso muito, muito mesmo da ajuda de todos.

Agradeço a atenção e fico ansiosa por uma resposta.

Carla Resende

8 comentários:

mim ser eu disse...

"O que devo fazer?

Alguém conhece algum neurologista em Sorocaba ou São Paulo, que conveniados com a Unimed, especializados em Parkinson? Ou se tem uma possibilidade de entrar em algum hospital, em grupo de tratamento de Parkinson."

Se quiser tentar pelo SUS eu recomendo o hospital brigadeiro da capital(acho que um dos únicos especializados na área, além de oferecer o tratamento cirúrgico).

Estimo melhoras

Anônimo disse...

Minha mãe tem Alzheimer e recentemente começou a ter sintomas de Parkinson. Começou a tomar Prolopa e os problemas de memoria pioraram. É o prolopa que causa essas alucinações. Ela toma 1/2 comprimido de manhã e 1/4 a tarde. Qual a dosagem da sua mãe?
Antes ela tomava 1/2 e 1/2 agora o médico pediu pra diminuir por causa das alucinações.

evelinmostacco disse...

Meu pai fez a cirurgia com a Dra Julieta ela é neuro-cirurgia, especialista em parKinson,e atende no hospital São Paulo,(em S.P) marque uma consulta, infelizmente ou felizmente um caso é diferente do outro.

Albertina disse...

Fiz cirurgia para PArckison no Hospital Brigadeiro em SP, em fevereiro de 2009. Estou muito bem, continuo a trabalhar normal, minha vida melhorou bastante, depois de 13 anos eu voltei a sorrir, a ter esperança novamente.VC deve procurar os neurologista desse Hospital e tentear marcar uma consulta

marcilioII disse...

Ative o acesso ao seu perfil no Blogger ou, simplesmente, informe seu email ao fazer um comentário.

fernando disse...

OLA SRº Marcilioll
gostaria de receber orientações,de como me cadastrar no hospital BRIGADEIRO,em SP.
Tenho parkinson a 5 anos e tenho sofrido muito
feangelosilva@hotmail.com
fangelosilva@oi.com.r
SALVADOR-BAHIA

selos disse...

MEU PAI É PORTADOR DA DOENÇA DE PARKISON A 12 ANOS, ALÉM DE TODO O COMPROMETIMENTO FÍSICO, ESTA TENDO MUITAS ALUCINAÇÕES E DEMÊNCIAS,ELE TOMA PROLÓPA COM SIFRAL, O NEURO DIS QUE TEM QUE TIRAR O PROLOPA PARA DIMINUIR ESSAS ALUCINAÇÕES, O PROBLEMA É QUE QUANDO TENTAMOS OUTRO TIPO DE TRATAMENTO SEM O PROLOPA,MEU PAI DECAI TOTALMENTE , A PONTO DE NAÕ CONSEGUIR ANDAR,TENDO QUE VOLTAR IMEDIATAMENTE PARA O PROLOPA , ALÉM DE TUDO ISSO, MINHA MÃE ACREDITA NAS ALUCINÃÇÕES DELE...PODE ISSO??? NINGÉM MERECE!!!!

linda disse...

Meu nome é nans Meu namorado e eu estávamos felizes, tanto quanto eu poderia dizer e eu nunca pensei que iria quebrar-se. Quando seu primo morreu em um trágico acidente de carro, ele voltou para a Philippine por uma semana para estar com sua família. Eu não podia ir porque eu estava no meio de entreter os clientes fora da cidade para o trabalho. Ele não parecia estar chateado que eu não poderia ir, então eu deixá-lo ser. A próxima coisa que eu sei, ele reconectado com um velho amigo de escola que ele tinha uma queda por anos e eles começaram a ter um caso! Eu não tinha idéia do que estava acontecendo até que um mês depois que ele voltou de Philippine.He passou a ver a ela e eu até que eu peguei ele testando ela uma noite. Eu confrontei-o e ele me disse a verdade sobre o que aconteceu. Nós terminamos e fomos nossas maneiras separadas. Nenhum de nós lutaram para o nosso relacionamento. Eu estava com raiva e decidiu não ficar chateada com isso e apenas mantê-lo em movimento. Em seguida, após cerca de um mês de não falar com ele eu fiquei triste. Eu queria que ele me diga que ele queria ficar comigo e não ela. Entrei em contato com Dr.okojie por um feitiço de amor e ele totalmente me ajudou! ele foi capaz de levá-lo a me perder para onde ele queria voltar a ficar juntos novamente. Ele tinha um monte de arrependimentos e me senti mal por não lutar para me manter e para fazer batota em geral. Ele valoriza a nossa relação muito mais agora e estamos juntos agora! Você também pode obter o seu amor de volta com a ajuda de Dr.okojie em contato com ele através de seu e-mail: drokojiehealinghome@gmail.com